quinta-feira, dezembro 25, 2008

Ojo de la noche!


te busco en cada anochecer,
en el lucero que se enciende,
en la luna que brilla en el cielo,
y que mira hacia abajo como un ojo,
y me ayuda a buscarte en esa distancia
que te aleja de mi.
Te busco en mi almohada,
en mis sueños mas sencillos,
y me dejo perder en tus brazos
que se esfuman en mil trazos lentamente...
en la oscurida de la noche
Foto de Roberto Caruso
arreglos : Antonio Capuzzi

quarta-feira, setembro 24, 2008

Cuando

Cuando...

Cuando yo sea mañana,
mañana recién despierta,
seré rocío,
que se cayo en la madrugada.
Seré aurora
aun adormecida.
Seré tu alma enamorada.

terça-feira, agosto 26, 2008

EAD

mergulho no ciber espaço.
navego entre tempos,
entre textos,
entre tantos.
Tantos amigos,
amigos dos quatro cantos,
cantos de entrelaços,
laços distantes,
que aproximam espaços.
Te sinto
colega distante.
Te leio,
te “linko” em meu contexto,
não te vejo
e não obstante
somos co-autores de textos,
feitos a quatro mãos,
a seis ou a muitas mais
cooperamos , crescemos,
construímos uma comunidade.
Como uma unidade
· de saberes
· de fazeres
· de quereres
· de seres em comunhão.

sábado, agosto 09, 2008

Mosaico

trozos de luna
se astillan en el portón
al traspasar el vidrio,
que no se quiebra con su brillo.
La luz se deshace en flechas
que corren sueltas por la casa
buscando pedazos de ilusión
para pintar el mosaico de la noche.

segunda-feira, julho 14, 2008

Hoje em lugar de um raio de sol,
te envio pequenas borboletas,
que na brisa da manhã , tão sorrateira,
invadam teus sonhos, flores despertadas
e digam palavras doces aos teus ouvidos,
sussurradas,
pra que teu dia inicie leve
e teus sentidos
possam saber que o mundo te espera.
O sol chegou de mansinho,
Ainda ébrio de corre a madrugada.
Rompeu o silêncio do quarto adormecido.
Com um brilho tonto buscava uma fresta..
Entrou.
E sem pedir licença fez a festa:
deu um brilhinho alegre nos teu olhos,
como um traço...
aqueceu teus lábios com um sopro
e acariciou teus cabelos desalinhados
despertando teu sono sossegado,
pra seguires teu caminho
num novo dia
num novo passo
com uma alegriazinha em teu compasso.

terça-feira, julho 08, 2008

Amor en la eternidad


Mis ojos y mi corazón sienten tu ausencia
esa que se puso entre nosotros un día,
un día lejano en la eternidad.
Mi alma buscaba a vos,
preguntando al viento de las mañanas
adonde estabas, que hacías lejos de mi...
porque sentía así tus suspiros ...
Lejos de ti abrazo tu alma con mis palabras
en mis noches de soledad.
Pero sé que eres para mi
y sé que un día te volveré a ver
y te podré abrazar otra vez.
Te volveré a ver
aunque sea otra vez en la eternidad.

Isiara

08/07/2008

quinta-feira, junho 05, 2008




Assim como morrem as estrelas
nascem outras a cada dia.
Assim morri, um outro dia,
agora renasço em novas telas
telas do infinito renovadas,
em pinceladas de naturezas vivas
para ser luz em uma nova vida,
como uma estrela que renasce
entre velhas cinzas.

quarta-feira, junho 04, 2008


Te canto porque mataste mi voz
porque callaste mi vida,
porque cerraste mis ojos
porque ahogaste mis sueños
en tu duelo insano
mientras estabas ahí
a mi lado,
sin adormecer mis manos
que te buscaban
sin que estuvieras
mismo ahí estando.

04/06/08
Isi

domingo, maio 25, 2008

olhar perdido


Nem sei onde meu olhar se perdeu
daquele olhar do encontro,
do outro olhar, que era quase o meu.
O teu olhar.
O meu olhar.
o nosso caminhar
Em que curva se fechou?
Deixou de ser estrada
E do doce do querer,
não restou mais nada
do que o acre sabor
da morte anunciada,

no teu luto antecipado.

segunda-feira, março 24, 2008

"SOLIDÃO":



Solidão nas palavras da poetisa paulista Fátima Irene Pinto, atribuido falsamente a Chico Buarque.:

"Solidão não é a falta de gente para conversar, namorar, passear ou fazer sexo...
Isto é carência!

Solidão não é o sentimento que experimentamos pela ausência de entesqueridos que não podem mais voltar.
Isto é saudade!

Solidão não é o retiro voluntário que a gente se impõe, às vezes pararealinhar os pensamentos...
Isto é equilíbrio!

Solidão não é o claustro involuntário que o destino nos impõecompulsoriamente...
Isto é um princípio da natureza!

Solidão não é o vazio de gente ao nosso lado...
Isto é circunstância!

Solidão é muito mais do que isto...

SOLIDÃO " é quando nos perdemos de nós mesmos e procuramos em vão pela nossa alma."

domingo, março 23, 2008

Reflejos del tiempo


http://terapiagestaltsi.com/2011/09/03/el-mito-de-narciso-axa-videos
Tus ojos cristalinos
más que un espejo profundo,
son recuerdos de nosotros y del mundo,
son pájaros en ansiedad y sin destino
llevan a Eco cautiva a su camino,
loca por amarte y sin respuestas,
sus gritos y llantos
solamente son ecos de su voz.
Tus ojos son espejos con los que te miras.
Y nadie más verás que a ti mismo
solitario y triste Narciso.

domingo, janeiro 20, 2008

se teus braços não estão
pouco me resta para abraçar
tenho que abraçar a solidão.
Se teus lá lábios fogem dos meus
que fazer sem ti,
apenas beijar a tua imagem,
que se confunde com a minha,
e são enfim os lábios teus
projetados no frio do espelho,
apenas numa miragem!