domingo, maio 25, 2008

olhar perdido


Nem sei onde meu olhar se perdeu
daquele olhar do encontro,
do outro olhar, que era quase o meu.
O teu olhar.
O meu olhar.
o nosso caminhar
Em que curva se fechou?
Deixou de ser estrada
E do doce do querer,
não restou mais nada
do que o acre sabor
da morte anunciada,

no teu luto antecipado.

Um comentário:

inara disse...

Bárbaro Amiga!Perfeito!!
Bjinhos.