sábado, setembro 04, 2010

Amor de Narciso e Eco



Narciso mergulhou na própria imagem.



Eco, só, sobrou no mar do espelho.


Ele? Afogou-se. Sobredose de si mesmo.





2 comentários:

Waleska Frota Catunda. disse...

Criativo seu blog cara poeta.
Abç.

Isi disse...

Obrigada Waleska, volte sempre!